Resenha: Exorcismus- sob a influência do mal, de Moisés Calado

/
2 Comentários

Livro: Exorcismus- sob a influência do mal

Autor: Moisés Calado

Editora: Chiado Editora

Ano: 2015

Páginas: 242

Avaliação: ★★

Oi você! Hoje tenho a resenha de um nacional para te mostrar e já vou adiantando que é um terror de verdade!
Este livro conta a história de José, um garoto de 12 anos que é possuído por um espírito maligno e os desafios que sua família encontra para salvar a vida do garoto das garras do mal. Diversas são as tentativas, desde estudiosos da área psiquiátrica, até padres que estejam aptos a realizar um exorcismo.
Posso dizer com toda convicção que este é um daqueles livros sangrentos, com muito terror delicioso!
Contrastando com a história maravilhosa desse livro, temos alguns pontos negativos que me chatearam muito durante a leitura e que eu não poderia deixar de falar.
Eu sei que muitos livros são publicados por diversas editoras e que, em algum momento, podem acontecer alguns erros de revisão (muitas vezes perdoados por nós, leitores). Mas, durante a leitura, foi impossível não notar o trabalho de revisão do livro, ou melhor, o não trabalho da revisão. Foram tantos erros, que seria difícil enumerar todos para uma lista aqui no post.
Eu sei que, muitas vezes os autores acabam escrevendo o livro e deixam a maior parte da revisão para os revisores (afinal, a editora tem revisores por este motivo, certo?), mas não sei se foi uma boa escolha deixar o livro praticamente "cru" e mandar para a editora. O meu intuito aqui não é ofender e prejudicar a imagem do autor, do revisor ou da editora, mas deixar um alerta que nós, leitores-não-formados-em-letras conseguimos sim perceber erros ortográficos em livros, até porque, nós utilizamos os livros para ter um parâmetro de escrita.
Por este motivo o livro recebeu uma nota tão baixa, eu senti muita dificuldade em me concentrar na história em si, estava ocupada demais grifando e anotando os erros que simplesmente pulavam do livro direto nos meus olhos. Foram poucas as páginas que consegui ler sem precisar de uma grifo e isso me chateou demais.
Pode ser que, muitas pessoas comprem o livro e não sintam dificuldade em ler, talvez elas podem não se incomodar tanto com a leitura. Mas acredito que a grande maioria se incomodaria assim como eu.
É uma pena que este livro tenha sido desperdiçado dessa forma e espero sinceramente que revisem e façam uma nova edição, o autor tem muito potencial para fazer desse livro um sucesso do gênero. Mas, será um pouco difícil se não conseguirem consertar os erros de revisão a tempo.
Caso você queira ver a resenha em vídeo, clique aqui.
Um beijo e até o próximo post.


Leia mais esses

2 comentários:

  1. Obrigado por sua resenha e críticas alusivas aos erros ortográficos, amiga. Realmente existiram vários erros por causa da revisão do rapaz da editora e porque este livro foi escrito há muito tempo atrás. Acho que a inexperiência me prejudicou bastante. Quando enviei meu original para à Chiado, não imaginava que eles iriam ser tão pobres em relação a estes detalhes. Meu erro foi ter confiado em sua parte de revisão. Todavia, agradeço muito por apreciar este trabalho. Prometo que o próximo será bem melhor! Abraços fraternais.

    Não deixe de acompanhar meu Facebook também. :) Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Você poderia me mostrar de alguma forma quais foram os pontos negativos que você encontrou na obra? Todos esses erros citados e destacados? Eu gostaria de fazer minha análise e te enviar, visto que esse livro foi escrito há 8 anos atrás e queria saber se ele é merecedor de tamanha crítica. Pode ser? Agradeço desde já. Abraço fraternal.

    ResponderExcluir