Resenha: Private, James Patterson e Maxine Paetro

/
0 Comentários

Livro: Private

Autor: James Patterson e Maxine Paetro

Editora: Arqueiro

Ano: 2010

Páginas: 224

Avaliação: ★★★

Oi gente!
Hoje conversaremos sobre o primeiro livro da série Private. Primeiro Nathalia?? Sim, porque o que tem resenha aqui no blog, que é o Private- Missão Jogos Olímpicos, é o segundo da série.
Sim, eu comecei a ler a série pelo segundo livro. Relevem porque eu não sabia e além disso, não tinha nada avisando que era o segundo. A parte boa é que posso dizer por experiência própria que a ordem dos fatores literalmente não altera o resultado final.
Neste livro conheceremos Jack, o herdeiro da Private e os casos que ele comanda. Portanto, vamos começar do início??
A Private é uma agência de segurança, equipada com laboratórios avançados e presta serviços para a polícia de Los Angeles. A princípio foi fundada por Tom, pai de Jack. Era uma agência muito bem avaliada e com grande poder de influência, até que Tom -envolvido com tráfico de drogas- é preso e leva a agência à falência. Após Jack voltar de servir na guerra, ele visita o pai na prisão, que o pede para reativar a agência com um pequeno fundo monetário de 15 milhões de dólares para dar início aos negócios.
Jack aceita e após cinco anos se depara com vários casos muito difíceis e importantes para sua carreira: a morte da esposa de seu melhor amigo, um serial killer que mata estudantes e um caso de corrupção no futebol americano.
Eu gostei do livro e vi alguns pontos que são bastante comuns em séries. Acho que até que agradeço por ter começado pelo segundo livro, sério.
Para que não sabe, este autor publica diversos livros de diversos gêneros. Esses dias me deparei com um livro infantil dele. Como podemos ver lá em cima, este livro foi publicado em 2010 e foi o primeiro da série (eu vou repetir isso toda hora, porque não me conformo em não ter nada escrito que ele é o primeiro) e por isso, embora ele provavelmente tenha uma vasta experiência, cometeu alguns clichês. Como por exemplo, colocar muitos acontecimentos no mesmo livro sem dar atenção ao desenvolvimento de cada um deles, algo que já não vemos no segundo livro.
Como todo primeiro livro de série, também temos aquela visualização geral do cenário, da função de cada personagem, o que é totalmente normal, então isso não atrapalhou a leitura Os capítulos são um pouco maiores que o do segundo livro, mas também muito rápido de ler.
Em geral, o livro é bom, ficou com quatro estrelas porque eu achei que se tivéssemos menos casos e mais desenvolvimento, eu ficaria mais contente com o resultado final.
Não se esqueçam de deixar um comentário, passar pelo canal e se inscrever e deixar um like para eu ficar feliz!
Beijos e até a próxima quarta!


Leia mais esses

Nenhum comentário: