Resenha: Sangue na Lua e outros contos, de Sheila Schildt

/
1 Comentários

Livro: Sangue na Lua e outros Contos
Autora: Sheila Schildt
Editora: Chiado
Ano: 2014
Avaliação: ★★★★✰
Sinopse:
“Primeira coletânea de contos da autora, que vão do suspense ao terror. “Até o dia em que sumiu a primeira criança. E seguido desta, outras três. As mães, chorosas, reclamavam aos homens atitude. Uma criança havia sido encontrada sem os olhos; outra sem nenhum dos órgãos e, mais outra, sem a pele (…) Alguns padrões passaram a se repetir. Afinal, não era sempre que algo assim acontecia. Era só quando havia lua cheia. E só quando esta aparecia no céu com sua borda avermelhada, como se estivesse ávida do sangue das criancinhas, e houvesse alguém nos arredores que satisfizesse sua sede insaciável.” – Conto “Sangue na Lua”
A resenha:
Sangue na Lua é um livro composto por doze ontos, e por esta característica por si só já é algo que chame atenção. Comecei a ler o livro e me surpreendi com a qualidade da escrita.
Ler um romance ou uma distopia é intrigante pois sabemos que até o fim do livro teremos diversos acontecimentos, isto porque a história é sustentada por diversas páginas. Escrever contos é bem mais difícil na minha opinião, prender a atenção do leitor e em uma história em poucas páginas é algo realmente desafiador. A autora conseguiu construir um belo texto, com cenários e reflexões profundas.
Não classifico como um livro do gênero terror, mas não dispenso a tensão que acompanha cada um dos contos. São breves histórias que além de chamar a atenção pelo conteúdo que parece fluir a cada palavra,  faz com que possamos refletir sobre o que a autora quis dizer em cada conto.
Sheila é psicóloga e por isso, comecei a pensar que existia um conteúdo voltado ao assunto subliminarmente. Gosto de imaginar o que os autores pensam enquanto escrevem e confesso que não consegui chegar a uma conclusão. São várias vertentes do que a fez chegar ao resultado final e, sem dúvida não consegui pensar em algo exato.
Acredito que, dependendo da situação emocional e local do leitor, há mensagens diferentes com o texto. Tanto o ar de suspense quanto a reflexão podem mudar a cada nova leitura.
Me arrependo por não ter lido Sangue na Lua antes, eu gostei bastante e espero que a autora tenha novos projetos futuros.


Leia mais esses

Um comentário:

  1. Olá. Também espero que a autora tenha projetos futuros e continua nessa vibe de terro reflexivo. Gosto de imaginar que grande parte das histórias do terror do livro, pra não dizer todas, tem esses aspecto de fazer com a gente reflita sobre aquela realidade ali mostrada, sabe? Cria até em certos casos uma sensação de empatia com o sofrimento de alguns personagens pois ela entra basicamente na cabeça deles, de certo modo.

    Bom, encerro aqui o meu comentário te parabenizando pela resenha e deixando o meu convite para conhecer o site Leituraverso com nossas resenhas e podcasts. O podcast mais, o Leituracast 13 falou sobre o livro. Venha nos visitar e comentar o que achou..até mais.

    ResponderExcluir