Resenha: Zylgor: A princesa das águas, de Luciene Evans

/
0 Comentários

Livro: Zylgor: A princesa das águas
Autora: Luciene Evans
Avaliação: ★★★✰✰
Sinopse:
Cã é um garoto órfão de 15 anos cuja vida vira de cabeça para baixo quando um espírito de chuva o conduz a um portal mágico pelo qual ele atravessa para um exótico mundo chamado Zylgor.
Sua aventura em Zylgor começa quando ele se vê perdido em um bosque azul. Cã tem apenas duas opções: continuar perdido ou seguir três estranhas criaturinhas. Mas seja qual for a escolha, a sua frente se estenderão situações inusitadas e perigos letais, pois logo descobre que terá que participar de uma arriscada jornada se quiser retornar para seu próprio planeta.
Ambientada em um mundo muito diferente do nosso, a história aborda o mito do herói, apresentando Cã, o protagonista, como uma projeção da condição humana no que diz respeito a sua complexidade psicológica, social e ética. Ao mesmo tempo, esse personagem transcende a condição do homem comum, pois representa virtudes que todos nós desejamos alcançar.”
A resenha:
Se é pra falar de um livro, vamos começar pelo começo: a capa! Apesar de ser um livro digital, em que não temos a oportunidade de tocar, sentir a textura, os cheiros e ver o brilho das cores, a capa de Zylgor – A princesa das águas não deixa nada a desejar. Os seres fantásticos e o cenário super colorido já nos dão uma boa ideia do que vamos encontrar dentro daquele mundo.
Mesmo assim, Zylgor é um livro que te surpreende aos poucos. Logo de início, o protagonista, Cã, se vê tão perdido quanto nós em um mundo todo azul que não faz sentido nenhum. É então que Cã encontra três criaturas muito engraçadas, três gnomos irmãos que acabam por guiá-lo nessa terra estranha.
Aos poucos, bem aos pouquinhos mesmo, recebemos respostas do que está acontecendo. E aos poucos, bem aos poucos também, Cã acaba se descobrindo peça importantíssima na aventura para salvar o trono de Zylgor, tomado por uma terrível criatura.
Claro, se o trono foi tomado, é porque há alguém de quem foi tirado o direito de estar lá. E esse algúem é a princesa, uma menina de jeitinho mimado mas com um coração enorme, de imagem tão perfeita que só poderia existir mesmo em um mundo inventado.
De aventura em aventura (que não vamos contar, porque spoiler não é legal!), o leitor também se supreende, sofre, vibra e se emociona. Zylgor é uma leitura leve, a linguagem é muito fácil, ideal para aqueles momentos de preguiça em que você não quer pensar muito, só se deixar levar pelo mundo de fantasia que a autora conseguiu entrelaçar tão bem a um enredo repleto de elementos que todos nós podemos resgatar das nossas infâncias: fadas, sereias, piratas, ciclopes, gnomos e etc.
E fica a dica: é só o primeiro da série. Ainda vem muitas horas dessa leitura leve por aí!
Para adquirir clique na imagem  (lá em cima), que abrirá uma nova página direto para o site da Amazon.com
Espero que tenham gostado!
Beijo, beijo!


Leia mais esses

Nenhum comentário: